sábado, 9 de dezembro de 2017

DOLOMITA EM CÁPSULAS.

·         DOLOMITA EM CÁPSULAS.
·         por Cíntia Ferreira

Muitos minerais presentes na natureza possuem propriedades medicinais muito interessantes, mas muitas vezes desconhecidas pela maioria das pessoas. Alguns desses minerais não são tão populares, porém trazem uma série de benefícios à saúde. Por isso vale a pena conhecê-los um pouco mais. Esse é o caso, por exemplo, da dolomita. Já ouviu falar? Ela é usada desde a antiguidade e faz maravilhas pela pele, estômago, cabelo, músculos, e muito mais. Primeiramente, vale uma explicação sobre a dolomita.
O QUE É DOLOMITA
A dolomita é um mineral composto por carbonato de cálcio e magnésio. Ela é extraída de rochas de origem calcária, tem uma cor branca e lembra um pouco a argila. Além disso, antes de chegar ao mercado, a dolomita passa por um processo de purificação para retirar resíduos tóxicos. Atualmente ela é muito usada em tratamentos naturais, como hidroterapia, fitoterapia, entre outros.
OS BENEFÍCIOS DA DOLOMITA PARA A SAÚDE
A dolomita possui propriedades anti-inflamatórias, calmantes, descongestionantes, tonificantes, analgésicas e alcalinizantes. Por todos esses motivos, ela pode ser uma importante aliada em diversos tratamentos, não somente relacionados à saúde, mas também à beleza. Conheça os benefícios:
1.    É boa para a pele
2.    Ajuda na reposição e absorção de nutrientes
3.    É boa para o estômago
4.    Auxilia no tratamento de doenças
5.    Protege a saúde bucal
6.    Músculos
7.    É boa para o cabelo
1. É boa para a pele
A dolomita tem a capacidade de penetrar com rapidez nos poros, ajudando a acalmar, desinflamar, tonificar, cicatrizar e revitalizar a pele. Por isso pode ser usada em casos de feridas, queimaduras, ferimentos, micoses, assaduras, manchas, espinhas, entre outros.
2. Ajuda na reposição e absorção de nutrientes
Esse mineral é importante também, pois facilita a absorção de ácido úrico no organismo, bem como a reposição de cálcio e magnésio..
3. É boa para o estômago
A dolomita pode ser usada, principalmente, em forma de pasta, para combater diversos males intestinais, tais como a diarreia, má digestão, gases, intoxicação alimentar, gastrite e úlceras.
4. Auxilia no tratamento de doenças
Muitas enfermidades podem ser tratadas, de modo complementar, com o uso da dolomita, como nos casos de cólicas, dores reumáticas, contusões, dores ciáticas, artrites, osteoporose, neurite, lúpus, entre outras.

5. Aumenta o PH do sangue.
Trata-se de um mineral alcalino, e por aumentar o PH, auxilia no tratamento da azia, má digestão e evita a úlcera gastrica e duodenal.
By Cintia Ferreira.


quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

FEIJOADA A BRASILEIRA.

feijoada à brasileira é um prato que consiste num guisado de feijões-pretos com vários tipos de carne de porco e de boi. É servida com farofaarroz branco, couve refogada e laranja fatiada, entre outros acompanhamentos. Trata-se de um prato popular, típico da culinária brasileira.
A feijoada completa, tal como a conhecemos, acompanhada de arroz brancolaranja em fatias, couve refogada e farofa, com sempre uma pimentinha para realçar o sabor.

A sua criação e nome tem relação com modos de fazer portugueses, das regiões da Estremadura, das Beiras e de Trás-os-Montes e Alto Douro, que misturam feijão de vários tipos - menos o feijão preto (de origem americana) - linguiças, orelhas e pé de porco. De fato, os cozidos são comuns na Europa, como o "Cassoulet francês", que também leva feijão no seu preparo. Na Espanha, o cozido madrilenho e a fabada asturiana e, na Itália, a casseruola ou casserola milanesa são preparados com grão-de-bico. Aparentemente, todos estes pratos tiveram evolução semelhante à da feijoada, que foi incrementada com o passar do tempo, até se transformar no prato da atualidade.

Cozido Madrilenho 
Cassoulet francês
casserola milanesa
fabada asturiana

A lenda popular mais difundida sobre a origem da feijoada é a de que os senhores forneciam a seus escravos os "restos" dos porcos, quando estes eram carneados. O cozimento desses ingredientes, com feijão e água, teria feito nascer a receita. Tal versão, contudo, não se sustenta, seja na tradição culinária, seja na mais leve pesquisa histórica. Segundo o historiador Carlos Augusto Ditadi, em artigo publicado na revista Gula, de maio de 1998, esse mito é nascido do folclore moderno, numa visão romanceada das relações sociais e culturais da escravidão no Brasil.
Mas, Independente de tudo, sabemos que este prato tipicamente brasileiro é uma Delicia, então recomendo sempre essa maravilha gastronômica para todos! 

BOM APETITE!
APOIO:
PEIXARIA DEUS É FIEL.
(FEIJOADA TODOS OS SÁBADOS)
EM FRENTE A COMUNIDADE
DIVINA MISERICÓRDIA.
STA CRUZ DO CAPIBARIBE PE.
81 993552206
by:M.Paulo

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

domingo, 3 de dezembro de 2017

HISTÓRIA DO VINHO. SALTON.

História do vinho




O vinho é a bebida mais extraordinária que o homem já criou. Possui propriedades medicinais e, além de complemento alimentar, é também um �??remédio�?�, mas deve ser ingerido com moderação.



Estudos estimam que o vinho tenha surgido entre aproximadamente nove e dez mil anos, através da fermentação do mosto de uvas de maneira espontânea, sendo elaborado de maneira proposital posteriormente pelo seu efeito alcoólico. Por ser uma bebida alcoólica, era geralmente mais pura que a água, sendo utilizado com fins medicinais, desde o antigo Egito.

Os romanos levaram a cultura da vinha e a elaboração do vinho a todo o mundo ocidental. Cultivaram vinhas em todos os lugares onde passaram, difundindo essa cultura.



Após a queda do Império Romano, na Idade Média, a cultura do vinhedo e a elaboração dos vinhos ficaram restritas aos conventos, onde surgiram alguns dos vinhos mais conceituados atualmente, e onde se desenvolveram as bases qualitativas para as atuais tecnologias em viticultura e enologia. Durante toda a Idade Média, um elevado nível de conhecimento culinário também foi desenvolvido nestes mosteiros, criando bases para a moderna sommelerie.



A capacidade de adaptação climática da videira é extraordinária, encontrando-se difundida em quase todos os pontos do mundo. E devido a essa facilidade de adaptação da planta, a humanidade possui uma riqueza notável de diferentes tipos de uvas e, consequentemente, de diferentes vinhos.



O vinho tornou-se tão importante, que para algumas nações é a fonte gastronômica de riqueza na sua economia.



A vinicultura no Brasil teve início em 1532 com os colonizadores, na Capitania de São Vicente, hoje São Paulo, governada por Martin Afonso de Souza. As primeiras vinhas foram cultivadas por Brás Cubas, para a elaboração de vinhos para consumo local. Até o séc. XIX, as poucas vinhas brasileiras eram viníferas, ou seja, uvas utilizadas na elaboração de vinhos finos. A maior parte dos vinhos consumidos no Brasil até então era importada de Portugal. Com a imigração italiana em 1875 foram introduzidas as uvas americanas, que produzem vinhos mais populares, com o consequente aumento no consumo de vinhos nas regiões onde habitavam esses imigrantes. A vinda de grupos internacionais para a região vitivinícola propiciou o incremento de novos varietais e a introdução de modernas técnicas enológicas.

https://www.salton.com.br/curiosidades/historia-do-vinho

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Atendimento bom, vende mais , por mais tempo!

Todo mundo já sabe: fica cada vez mais difícil ser o preferido do consumidor. O que mais tem por aí é marca oferecendo o que a nossa oferece.Ainda dá para se diferenciar em produto. É balela ou ‘preguiça empresarial’ dizer que não. Toda empresa, quando nasce, se sobreviver por mais de um ano, tem produto diferenciado. Aí vem alguém e imita. Pobre da empresa que não faz um zag quando o concorrente a imita no zig estratégico. As espertas fazem zig-zag o tempo todo.O que então pode ser diferente por mais tempo? Inimitável por mais tempo? E, se tudo der certo, se for bem construído e mantido, até raro no mercado? A resposta é atendimento.

AIDDU – atendimento incrivelmente diferente do usual.


Eles sabem que quem atende bem, vende mais, por mais tempo, para mais clientes, com mais margem, gastando menos dinheiro em marketing. Parece milagre, mandinga da pesada, mas não é. Marcas com AIDDU se transformam em reputação sólida e imbatível.


“Há 50 anos só fazemos o mesmo. Procuramos, sem parar, gente maravilhosa. Sabemos que quem treina esse pessoal são os pais deles em casa. Encontramos. Se não encontramos, não contratamos. Quando os encontramos, contratamos. Mostramos nossa filosofia de pirâmide invertida: quem está em cima é o cliente e quem trabalha para ele e quem está embaixo são os líderes dando suporte e, assim, colocamos o cara para trabalhar. Não temos manual de treinamento. Temos uma única regra para o dia a dia: Bem-vindo à Nordstrom. Nós estamos contentes de ter você em nossa Companhia. Nosso principal objetivo é fornecer serviços com excelência. Esperamos que você tenha sempre objetivos pessoal e profissional de alto nível. Temos grande confiança em atingi-los. Nosso manual é muito simples.





Temos apenas uma única regra… Nossa única Regra: use bom senso em todas as situações. Se você errar, a responsabilidade é nossa, afinal a gente contratou você, treinou. Temos que confiar no que você decidir.”

Infelismente, em Sta Cruz do Capibaribe-PE, terra de centenas de lojas de tecidos e aviamentos; os Empresários apostam em preços e produtos e esquecem de ter pessoas que tenham AIDDU.
Eles não tem nem "EDU", quanto mais "AIDDU".


By Panda

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

EDÔ SUSHÍ BAR.


Não é qualquer lugar que faz   um sushí de qualidade,
na frente do cliente. É preciso ter as combinações de
ingredientes selecionados e um sushi man, que saiba
compor   a imagem que o cliente espera.  Isso vc terá
no EDÔ.  Um lugar aconchegante, com pratos lindos
que vc vai ficar com dó de consumir. EDÔ,   espaço 
preparado pra vc e sua familia,    no melhor lugar do
Shopping Difusora em Caruaru PE.          #SushiBar
Corredor esquerdo do Shopping Difusora, Caruarú.
By Panda.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Café em Grãos.


 

Quando nós falamos em café em grão;  você 
não imagina que tudo isso é que gera 
aquele cafezinho super especial de todos 
os dias, que tomamos em casa ou no shopping.
Quem vê uma colheita de café, ou um terreiro 
cheio de grãos , acabados de ser recolhidos, não 
imagina o trabalho que dá para virar café expresso!























Um café especializado, tirado na temperatura 
certa e no corpo certo, com a textura e o bouquê 
no ponto, começa no campo, no cafezal bem 
tratado, com tempo de vida marcado, com as 
ramas marcadas e com grãos selecionados por 
tamanho , cor e formato.

No demais, fica por conta de detalhes como: 
temperatura da água, tipo de coador, tempo 
de coagem, e recipiente da aromatização.


















Uma xícara de porcelana, que não pode ser 
transparente, pois a luz lateral, muda o sabor 
do café e também seu bouquê. #Detalhe
Por isso o café, faz tantos apreciadores e 
amantes de sua companhia.
Detalhes, o que compõe um café no final 
de sua jornada. Há uma grande diferença, 
entre café Gourmet e café de bar no copo cheio.
Descubra esse mundo novo, Beba Café! 
#CaféBrasil.