terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Pressa.

Vivemos em um época em que a pressa tomou conta das mentes 
e dos corações humanos.
Nunca a tecnologia nos proporcionou fazer tantas coisas em tão 
curto espaço de tempo  e    mesmo  assim    nunca  as  pessoas 
lamentaram tanto a falta de tempo.



Penso que não nos falta tempo e sim prioridades. O mundo se 
encarrega de criar cada vez   mais   estímulos   de consumo e 
entretenimento e na mesma   velocidade nos faz acreditar que 
precisamos dessas coisas  para sermos felizes.Assim, fisgados 
por essa armadilha, entramos  em  um ciclo vicioso que turbina 
nossos pensamentos e cria  mais  desejos  vazios e supérfluos, 
que jamais poderão ser saciados  e  assim  nos   frustramos  e 
mais pressa temos. Ao ponto  que  a  vida  deixa  de ser vivida, 
as alegrias deixam de ser sentidas,  as relações deixam de ser 
compartilhadas. E quando perdermos o controle da pressa, nos 
chocaremos com a realidade.Tarde demais perceberemos que 
a pressa foi tanta, que deixamos as melhores e mais importantes 
coisas pelo caminho de nossa apressada vida...
Alexandre Cândido Salazar

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

GIGANT'S HAMBURGUERIA.

                   Quero lembrar os amigos que a Gigant's Hamburgueria, mudou de endereço.
                   Agora está ao lado da Cacau Show, no meio da Cidade.           #EspaçoNovo

By Panda.


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Morte do Velho Xico.

O Eng. João Alves Filho, Atual Pref de Aracajú, apresentou dados que segundo ele, o Rio São Francisco morrerá em no maximo um ano.Também ofereceu sugestões para reverter o processo. Dentre elas, a transposição das aguas da Bacia Araguaia-Tocantins.A palestra foi ministrada durante a reunião da Comissão das Minas e Energia, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais no ultimo dia 27. A diminuição da vazão do Rio São Francisco é a causa de preocupação para a Sec das Minas e Energias da Federação. Isso, que ainda não foram efetivadas as transposições do Velho Xico, conforme projetos Implementados e em andamento em todo o seu "Corpo Sagrado" Brasileiro.
O Engenheiro diz, que se não forem tomadas medidas que evitem o caos nas aguas do "Xico", chegará um momento que será irreversível. Os documentos mostram que as aguas do "Velho Xico", entravam, mais de 30 km mar adentro, tal a força de sua correnteza. Hoje, encontramos peixes de agua salgada ha 150 km dentro do "Velho Xico". Mostrando a falta de resistência da correnteza em suas aguas escassas.
Escutamos tantos debates sobre o assunto, e não encontramos uma "Frente de ação" verdadeira no que ainda temos de nosso "Velho Xico", que durante a história transportou riquezas por todo Brasil.
Segundo o Eng. João Alves Filho, será a maior diáspora de toda a história do Brasil, com um milhão de Sergipanos e um milhão de Alagoanos deixando suas terras, por completa ausência de agua. #Fato
www.grnews.com.br
By Panda.